Páginas

Bruto e Apaixonado (Irmãos Lancaster #1) - Janice Diniz

24 de julho de 2018

Título:  Bruto e Apaixonado
Autor: Janice Diniz
Páginas: 256
Ano: 2018
Editora: Harlequin
Gênero: Ficção / Literatura Brasileira / Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse:
Mário Lancaster e Natália Esteves parecem não ter nada a ver um com o outro: ele é um ex-peão de rodeio e ela, uma empresária sofisticada de uma metrópole. Ela deve demitir funcionários da maior fábrica local, e ele é o responsável por convencê-la a mudar de ideia.
Eles estão em lados opostos, mas a química entre os dois é impossível de ignorar. Bruto e Apaixonado é o primeiro volume da série Irmãos Lancaster e uma história irresistível de amor, superação, sedução e, claro, caubóis atraentes e possessivos.
Resenha:
E aí amooores! Tudo tranquilo ? Que tal um cowbói ? Adoooro! Esse é o primeiro contato que tenho com a escrita da autora e amei. Impossível largar!

Este é o problema dos cabras passionais: se apaixonam na velocidade de um supersônico para se desapaixonar no mesmo ritmo.

Mário é um homem maduro, um ex-peão de rodeio, que teve seus sonhos despedaçados após uma terrível queda. Mário perdeu seu pai e sua vida nos rodeios quase ao mesmo tempo, passou por cirurgia, terapia e fisioterapia, mas mesmo assim, seu joelho ainda causa desconforto, e voltar para os rodeios é algo que ele ameija mas não sabe se será capaz. Ele cuida da fazenda que comprou de seu pai, antes cheio de animais e sem problemas financeiros, agora, com tudo indo de mal à pior. Mas Mário, não é tipo de homem que desiste. Seus irmãos foram para fora do Brasil há alguns anos, tentando uma vida melhor, depois de saberem que as coisas não estavam bem na fazenda, resolvem voltar.
Criei homens íntegros e corajosos e não um bando de bunda-mole com o ego maior que o cérebro.

Thomas, Santiago e Dona Albertina, são personagens que já enlaçam o leitor nas primeiras frases, cheios de personalidade e com um humor super aguçado. Acabei rindo horrores com todas as loucuras deles. Dona Albertina é uma super mãe e quer seus filhotes por perto, mesmo que eles já sejam marmanjos de barba, ela não mede suas palavras e a cada diálogo fiquei mais fascinada por ela.

—Que diabos o Mário está fazendo, porra?
— Tentando se matar — respondeu a matriarca, enfiando na cabeça o chapéu de vaqueiro. — Vamos tirar o teimoso do Mário do brete nem que seja na vassourada. Santiago, pega a minha vassoura de piaçava, vou quebrar na cabeça dele, ô, se vou!
(...)
Cacete, só tenho filho lindo e de bom coração.

Natália é uma mulher bem sucedida, rica , linda e sozinha. Apesar de sempre ter tido tudo o que o dinheiro pode pagar, nunca teve amor. Nem de sua mãe, menos ainda de seu pai, que na verdade é um carrasco magista. Quando precisa ir para a pequena cidade de Santa Fé, conhece Mário, no começo ela fica receosa e com medo do tal peão, mas a atração que sente por ele é inegável.

— Vocês já fizeram algum tipo de avaliação psicológica? — indagou, olhando-os com cautela.
— Sim — Thomas disse, um esboço de sorriso desenhado nos lábios cheios. — Todo mundo reprovou. Principalmente a dona Albertina. A loucura está nos nossos genes, fia, vai se acostumando.

Natália acaba se apaixonando não só por Mário, mas também por sua família, que apesar de ser maluca é maravilhosa. Natália vê tudo o que perdeu durante anos, todo o afeto, respeito e carinho daquela família, tudo o que ela nunca teve. Assim, ela cria coragem e corta de vez laços que só a deixavam doente, triste, infeliz e se torna uma nova mulher, que sabe ser amada e descobriu como amar!
Esse livro foi uma agradável surpresa, me senti realmente dentro da história, os diálogos são muito reais, e de um incrível bom gosto. As cenas eróticas são de extremo bom gosto e sem exageros, não vejo a hora de ler mais sobre esses peões maravilhosos!

Foi então que, pela primeira vez em toda a sua pervertida e dramática vida de peão de rodeio, Mário Lancaster perdeu o chapéu, assim, sem vento algum. Antes de beijar. Antes de conversar ou paquerar. Antes de falar a primeira palavra. Antes de ter tempo de se preparar para receber o golpe do destino, a porrada dolorida vinda dos punhos do amor à primeira vista. Mas ele prometeu a si mesmo que não se curvaria ao incômodo que, agora, parecia tomar a forma da paixão fulminante. E dessa montaria ele não cairia. Não mesmo!


Não deixe de ler !
Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeijos :*

8 comentários

  1. Como aprecio o trabalho da Janice!!!Mesmo não tendo lido nada da autora, acompanho o rico trabalho dela pelo mundo literário e este lançamento tem dado o que falar!
    Capa linda, título idem e sinopse de arrebatar os corações!
    Aliás, esta é uma marca registrada da autora né? Trazer enredos simples, clichês realmente, estilo sessão da tarde, mas que prendem o leitor de tal maneira que a gente acaba querendo um cowboy na nossa vida!rs
    Espero ler com certeza!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Yohanna!
    Desde que vi essa capa fiquei com muita vontade de ler, agora mais ainda, pois eu adorei, parece ter um enredo bom e com personagens marcantes, espero muito conseguir ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Yohanna.
    Li apenas um livro de cowboy e achei a leitura divertida.
    Bruto e apaixonado parece ter uma boa história, com personagens com personalidades divertidas. Fiquei curiosa para conhecer mais sobre Mário e sua família maluca rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá! Amo uma boa história de peão, então esse parece ser o livro certo para mim. Já quero conhecer e muito essa família tão diferente, tenho certeza que as risadas estarão garantidas por essa mamãe urso.

    ResponderExcluir
  5. Oi Hanna,
    Como não se apaixonar por um livro com peão? Não nego que adoro kkk
    Gostei da história se passar no Brasil, e li que usa gírias do local, amei isso, torna a história mais real, mais divertida de acompanhar. Claro que a princípio amei o livro pela capa, e pelo romance, acredito que esse casal tem muita água para rolar já que são opostos, espero que tenham aquelas “briguinhas” que tanto gosto, rs.
    Mesmo antes de ler torço para que Natália mude esse lado do pai, ou se livre dele, porque personagem machista ninguém merece…
    Se eu quero o livro? Sem dúvidas!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gostei da resenha, tem uma ótima premissa esse livro..Não tinha muito conhecimento da escritora e nem da historia mas pela pequena leitura da resenha me fez querer ler e conhecer mais essa historia desse casal..

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. Oi, eu já tinha lido outros livros dela e verdade que a escrita dela é muito viciante quando você vê ta na metade do livro e não viu o tempo passar, na verdade eu conheci essa escritora pela amazon em indicações e acho que tenho uns 5 ebooks dela já. Eu quero muito ler esse livro e claramente quero ter esse livro na minha estante e já conhecendo os mocinhos dela sei que vou rir bastante também porque eu sempre me divertia nas leituras. Bem-vinda ao mundo dos brutos.

    ResponderExcluir
  8. Yohanna!
    Eita! Parece um romance caprichado entre Natália e Mário, apesar dos dramas dela com o pai e ainda tem o lado mais espontâneo de Albertina.
    Fiquei com muita vontade de ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir