Uma Noite Para se Entregar (Spindle Cove # 1) - Tessa Dare

3 de setembro de 2018

Título: Uma Noite para se Entregar (Spindle Cove, 1)
Autor: Tessa Dare
Páginas: 288
Ano: 2015
Editora: Gutenberg
Gênero: Romance de Época
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse: Spindle Cove é o destino de certos tipos de jovens-mulheres: bem-nascidas, delicadas, tímidas, que não se adaptaram ao casamento ou que se desencantaram com ele, ou então as que se encantaram demais com o homem errado. Susanna Finch, a linda e extremamente inteligente filha única do Conselheiro Real, Sir Lewis Finch, é a anfitriã da vila. Ela lidera as jovens que lá vivem, defendendo-as com unhas e dentes, pois tem o compromisso de transformá-las em grandes mulheres descobrindo e desenvolvendo seus talentos.O lugar é bastante pacato, até o dia em que chega o tenente-coronel do Exército Britânico, Victor Bramwell. O forte homem viu sua vida despedaçar-se quando uma bala de chumbo atravessou seu joelho enquanto defendia a Inglaterra na guerra contra Napoleão. Como sabe que Sir Lewis Finch é o único que pode devolver seu comando, vai pedir sua ajuda. Porém, em vez disso, ganha um título não solicitado de lorde, um castelo que não queria, e a missão de reunir doze homens da região, equipá-los, armá-los e treiná-los para estabelecer uma milícia respeitável. Susanna não quer aquele homem invadindo sua tranquila vida, mas Bramwell não está disposto a desistir de conseguir o que deseja. Então os dois se preparam para se enfrentar e iniciar uma intensa batalha! O que ambos não imaginam é que a mesma força que os repele pode se transformar em uma atração incontrolável.


Resenha: 

"Nos últimos anos, Spindle Cove tornou-se o destino preferido de certo tipo de moça  bem-nascida: o tipo com que ninguém sabia como lidar, que incluía as doentes, as escandalosas e as terrivelmente tímidas; esposas jovens desencantadas com o matrimônio e garotas jovens encantadas demais pelo homem errado..."

Susanna é uma solteirona, de 25 anos, e anfitriã de Spindle Cove, uma cidade para onde as moças solteiras que de alguma forma não se encaixam na sociedade vão se refugiar por algum tempo, ou para sempre.

Qualquer moça que representasse um problema era enviada para a pacata Spindle Cove. Lá elas poderiam se curar, se o mal fosse uma doença, ou serem esquecidas, por algum escândalo causado, e retornar para sociedade como moças melhores. Mas Spindle Cove de longe é o que as pessoas imaginam, lá elas poder divertir-se ou curar-se de algum mal apenas por se sentir livre e claro sem qualquer julgamento.

" Precisavam apenas de um lugar para si mesmas. Spindle Cove era esse lugar."

Susanna é uma mulher independente, forte e decidida. Para cuidar das suas amigas, não mede esforços e as protege como pode.

Tudo na vida dela vira de cabeça para baixo quando conhece o  tenente-coronel do Exército Britânico Victor Bramwell, o primeiro contato entre eles é explosivo ( literalmente), já que ele se joga em cima dela para protegê-la de uma explosão e a química entre os é imediata desde primeiro momento que seus olhares se cruzam.

""Senhor, ahn, o senhor é muito pesado." Com certeza ele entenderia aquela sugestão.
"Você é macia", respondeu ele. Bom Deus. Quem era aquele homem? De onde vinha? E por que continuava em cima dela?"

Após levar um tiro e ser gravemente ferido na perna em batalha, Bram precisa ter sua vida de volta, então resolve recorrer ao Sir Lewis Finch, o pai de Susanna, que pode ajudá-lo a retornar ao seu posto na guerra.

Mas Finch lhe dá inesperadamente um título de nobreza e um castelo, e a missão de fazer uma milícia em Spindle Cove. Se Bram conseguisse se sair bem nessa missão que foi lhe incumbida, teria a chance de retornar ao seu pelotão. Então, contrariado mas querendo seu posto de volta, aceita o oferecido.

""Vamos! Pelo menos vamos comer...", murmurou Colin. "Onde duas ou mais mulheres se reúnem deve haver comida. Tenho certeza de que isso está na Bíblia.""

Em Spindle Cove quem comanda a vila são as mulheres, claro, lideradas por Susanna, e quando Bram percebe isso, precisa fazer com que os poucos homens que residem na vila voltem a viver como homens,  ele sabe também que terá que bater de frente com Susanna, virando o mundo das mulheres de cabeça para baixo em meio a tudo isso.

Bram e Susanna sentem uma forte atração, não negam isso, só não sabem como proceder e o que poderá acarretar isso. Ele não quer casar, mas quer a garota, ela não quer um homem mandando na sua vida, mas quer Bram...

"" Não fique tão surpreso", provocou ela. " Eu quero você Bram. Demais. O tempo todo. Quando se trata de você, esta solteirona recatada ferve de paixão, selvagem e insaciável." Ela o beijou, provocando seus lábios com a língua. " Isso não deveria ser surpresa, pois você vem repetindo isso desde o começo."
" Eu sei", disse ele, pensativo. " Eu sei... A surpresa é você ter ouvido." Ele pegou o pescoço de Susanna com a mão e tomou sua boca com um beijo profundo, dominador."

Entre muitas confusões, essa história me conquistou. Cheia de romance, descobertas, aventuras e um pouquinho de drama, Uma Noite para se Entregar conquistou meu coração e esse casal, rapidamente ganhou minha simpatia, apesar de nunca...nunca....usarem uma cama....

Leitura perfeita e super recomendada!!!

6 comentários

  1. Oi, Denise
    Eu quando li esse livro gostei mas depois fiquei com uma impressão estranha dele, como se tivesse faltando algo, sei lá. Por isso não quis ler mais outros da série até conhecer outros trabalhosa da autora, que eu adorei. Espero que leia Uma Duquesa Qualquer e goste!
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise!
    Eu sou louca pra ler livros da Tessa, infelizmente ainda não tive essa oportunidade...Mas chego lá!
    A escrita parece ser linda, e pelo que acompanhei sobre o livro, os personagens conquistou bastante leitor, espero conseguir ler me breve.
    Bjs!

    https://aguardiadasresenhas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. E lá vem mais um super livro da Tessa!A autora conquista a cada dia, novos fãs leitores e suas letras parece que melhoram a cada lançamento!
    Ainda não consegui ler este último trabalho dela, mas o livro já está na lista de desejados e espero ler o quanto antes!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Olá, Denise
    Não li livros da Tessa, mas espero ter oportunidade em breve.
    Gostei da premissa onde as mulheres se unem e comanda uma vila sem ter homens para tirar o sossego.
    Se amam sem usar a cama, eita...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nada da autora, mas lendo a sua resenha já me interessou, gostei da forma como eles se conhecem :)
    Adorei os quotes que adicionou a sua resenha e essa serie já entrou para os meus desejados.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Eu simplesmente amo romances de época e a Tessa foi uma grata surpresa nesse quesito. Sou apaixonada por essa série, capas lindas, histórias maravilhosas, com muito romance, diversão, aventura, não tem como não se apaixonar.

    ResponderExcluir