Páginas

Um Acordo Pecaminoso (Os Ravenels #3) - Lisa Kleypas

10 de dezembro de 2018

Título:  Um Acordo Pecaminoso
Autor: Lisa Kleypas
Páginas: 304
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance/ Romance de Época
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse:
Lady Pandora Ravenel é muito diferente das debutantes de sua idade. Enquanto a maioria delas não perde uma festa da temporada londrina e sonha encontrar um marido, Pandora prefere ficar em casa idealizando jogos de tabuleiro e planejando se tornar uma mulher independente.
Mas certa noite, num baile deslumbrante, ela é flagrada numa situação muito comprometedora com um malicioso e lindo estranho.
Gabriel, o lorde St. Vincent, passou anos conseguindo evitar o casamento, até ser conquistado por uma garota rebelde que não quer nada com ele. Só que ele acha Pandora irresistível e fará o que for preciso para possuí-la.
Para alcançar seus objetivos, os dois fazem um acordo curioso, e entram em uma batalha de vontades divertida e sensual, como só Lisa Kleypas é capaz de criar.
Resenha:


– Mas não acha que seria tedioso se o “e foram felizes para sempre” fosse sempre uma verdade absoluta, sem dificuldades ou problemas a serem resolvidos? O futuro é muito mais interessante do que isso.

Eu tô é IMPACTADA!

Sim minhas queridas amigas que amam romance de época, eu estou passada com esse livro, mas é um passada no bom sentido(ainda bem). Quando eu penso que Lisa não pode mais inovar, ela vem e mostra que não está nessa vida bandida a toa! Pois bem vamos para a resenha!

Conhecemos Pandora no primeiro livro, afinal ela é uma Ravenel, talvez a mais " sapeca", tem uma alma selvagem, é inteligente, e vive em um mundo particular, um mundo só seu, em que coisas que são bem chatas, ela transforma em coisas maravilhosas.

Lady Pandora Ravenel estava entediada. Profundamente entediada. Entediada até de estar entediada.

A temporada social em Londres mal começou e Pandora já quer que termine, ela não dança e nem interage com os rapazes solteiros, afinal toda aquela pompa a deixa enjoada, ela quer ter conversas reais e isso é praticamente impossível. Quando uma amiga perde um brinco, Pandora acaba saindo para ajudá-la , mas Pandora sendo quem é, se mete em apuros, fica presa em um banco. É quando Gabriel aparece e a ajuda a sair do local. O problema é que eles acabam sendo vistos, e para quem não estava ciente da situação, eles parecem estar fazendo mais que procurar um brinco.

–Maldição –murmurou o homem que a encarava. –Quem é a senhorita?
–Lady Pandora Ravenel. Direi a eles...
A voz de Pandora falhou quando ela se viu olhando para um jovem deus de aparência arrogante, alto e de ombros largos, exalando graça felina. A minúscula lanterna no teto fazia reflexos dourados brincarem nos cabelos cor de âmbar dele, cheios e bem-cortados. Os olhos do homem eram de um azul frio, as maçãs do rosto altas, a linha do maxilar parecendo ter sido cinzelada em mármore. A curva cheia e sensual dos lábios emprestava um toque erótico que destoava do resto das feições, tão clássicas. Um único olhar para aquele homem foi o bastante para fazer Pandora se sentir como se tentasse respirar no ar rarefeito. Que efeito provocaria no caráter de um homem ser belo daquela forma quase inumana? Não poderia ser bom.
Abalada, Pandora enfiou a mão no bolso oculto do vestido e guardou o brinco.
–Direi a eles que nada aconteceu. É a verdade, afinal de contas.
–A verdade não vai importar –foi a resposta brusca dele.

O escândalo já foi armado e nada do que eles digam ou façam irá mudar isso, afinal foram vistos em uma situação muito comprometedora. Gabriel, é filho de Evie e Sebastian, que são personagens de uma outra série da autora: " Pecados no Inverno - As quatro estações do Amor"#3, (leia a resenha aqui). Quem já leu a série, sabe que Sebastian era um galinha sedutor e lindo, porém caiu de amores por sua Evie, e Gabriel não é diferente, é o sonho de qualquer mulher que passa . Mesmo sendo um homem muito belo, não pensa em casamento tão cedo.

Sua queda viera na forma de uma jovem excêntrica que ninguém tirava para dançar. Pandora era filha de um conde, o que significava que, mesmo que fosse uma louca de verdade – o que certamente não era impossível –, sua honra tinha que ser redimida.

Mesmo passando pouco tempo com Pandora, Gabriel ficou totalmente cativado pela personalidade irreverente, selvagem. Então toda a família Ravenel é convidada para passar uns dias na propriedade da família de Gabriel, para que eles possam resolver a situação do casamento e claro se conhecerem melhor.

Ela destilava uma espécie de... energia, de... parecia não existir uma palavra para aquilo, mas Gabriel sentia uma eletricidade irresistível devorando o espaço entre eles. Cada centímetro de sua pele se arrepiou enquanto ele era inundado pelo calor vibrante da presença de Pandora.

Uma das coisas que mais estou amando nessa série é a cumplicidade dos Ravenels, em nenhum momento Pandora é obrigada a casar, a única coisa que Devon quer é a felicidade dela, e se isso significa um escândalo, que seja. Mas Pandora acaba aceitando a viagem, e lá ela passa mais tempo com Gabriel, eles começam a se conhecer mais a fundo, alguns segredos são revelados ( e que segredos viu) e logo acontece o tão belo casamento. Temos vários vislumbres do casamento de Sebastian e Evie, o que me deixou totalmente feliz, que delícia poder ler Sebastian aconselhando seu filho, mostrando que ainda tem seu charme e que o amor por sua esposa e família é mais forte que tudo .

– Aaah. Isso explica tudo. – Sebastian ficou em silêncio por um momento, perdido em alguma lembrança distante e agradável. – Essas moças excluídas são criaturas perigosas. É preciso cautela para se aproximar delas. Ficam sentadas quietinhas, nos cantos, parecendo abandonadas e desamparadas, quando na verdade são sereias capazes de levar homens à derrocada. Você não vai nem perceber o momento em que uma delas roubar seu coração de dentro do peito... e então será dela para sempre. Uma moça deixada de lado nunca devolve seu coração.

O casal é totalmente apaixonado, o amor deles escorre pelas páginas e é simplesmente impossível não suspirar a cada novo diálogo. Pandora tem uma alma livre, ela quer ser dona de si mesma, quer decidir seu futuro e Gabriel deixa que ela faça isso, sempre a protegendo e deixando que ela seja quem sempre sonhou em ser. Finalmente seus jogos irão sair apenas do projeto e ela poderá vendê-los. Mas nem tudo são flores né ? Tem uma ex amante de Gabriel que aparece para destilar seu veneno, e que orgulho de Pandora, uma postura impecável, mas não é só isso não! Pandora é claro que se mete em várias confusões, temos bombas, facadas e cenas eróticas super diferentes do que estou acostumada a ler em romances de época!

Eu lhe asseguro, meu caro, que a depravação sexual foi inventada muito antes da sua geração. Os libertinos da época do meu avô cometiam atos que fariam um sátiro enrubescer. Homens da nossa linhagem nascem ansiando por mais prazer do que é bom para eles. Obviamente, eu não era nenhum santo antes de me casar, e Deus sabe que nunca esperei encontrar satisfação nos braços de uma única mulher pelo resto da vida.

Bom, eu amei a leitura e demorei duas semanas para conseguir finalmente escrever essa resenha, quando terminei, fiquei parada, olhando pro nada um bom tempo. E quase me arrependo de ter lido o livro inteiro em um dia, deveria ter lido em doses homeopáticas, mas é praticamente impossível! Espero que você se aventure também nessa série que a cada novo livro conquista mais e mais meu coração!
– Você é tão linda... tão preciosa para mim... Não estou lhe pedindo sua rendição. Estou lhe oferecendo a minha. Tem que ser você, Pandora... apenas você... pelo resto da minha vida. Case-se comigo... Diga que vai se casar comigo.

Se eu recomendo ? COOOORRRE PRA LER !
Beeeeeeeeeeeeeeeeeeijos :*

2 comentários

  1. Lisa é uma das autoras do momento e lendo a sua resenha, a gente até entende um pouco os motivos que tem feito dela, um ícone nos romances de época.
    Mesmo ainda não tendo lido nenhum livro da saga, acho que não irei me perder nos enredos não, apesar de ter me confundido com os nomes dos personagens agora..rs
    O amor...só precisamos de amor e o casal parece ter de sobra!
    Com certeza, espero poder conferir este e os livros anteriores.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Hanna,
    Li os dois primeiros livros da série recentemente, e amei, adoro a escrita da Lisa...
    Sobre esse enredo, é clichê no ponto certo, adorei que o mocinho era tudo de bom e um pouco mais kkk É exagero, eu sei, mas é o que torna a leitura divertida.
    Quanto a mocinha, ah, essa sim eu sei que vou amar, adoro quando elas não tem trava na língua!!
    Espero ler em breve.
    Beij0o

    ResponderExcluir