Pecados No Inverno (As Quatro Estações do Amor #3) - Lisa Kleypas

23 de abril de 2018

Título: Pecados No Inverno
Autor: Lisa Kleypas
Páginas: 288
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance / Ficção
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse:
Agora é a vez de Evangeline Jenner, a Wallflower mais tímida que também será a mais rica quando receber sua herança. Mas primeiro ela tem que escapar das garras de seus ambiciosos parentes, Evie recorre a Sebastian, visconde de St Vincent, um conhecido mulherengo, com uma proposta incrível: que se case com ela!
A fama de Sebastian é tão perigosa que trinta segundos a sós com ele arruínam o bom nome de qualquer donzela. Mesmo assim, esta cativante jovenzinha se apresenta em sua casa, sem acompanhante, para lhe oferecer sua mão.
Mas a proposta impõe uma condição: depois da noite da lua-de-mel, o casal não voltará a ter relações íntimas. Evie não deseja torna-se apenas mais uma que Sebastian descarta sem piedade, o que significa que Sebastian simplesmente tem que trabalhar mais duro na sua sedução... ou, talvez entregar seu coração pela primeira vez em nome do verdadeiro amor.

Resenha:

Ela não parecia ter mais de 20 anos, com sua pele perfeita e seus olhos inocentes que sempre despertaram o desdém de Sebastian. Ele nunca valorizara ou admirara a inocência.

Terceiro livro da série " As quatro estações do amor", em pecados no inverno, iremos acompanhar a jornada de Evie.
Nos dois primeiros livros, conhecemos um pouco Evangeline. Ela é doce e muito educada. Inteligente e ama suas novas amigas mais que tudo. Sempre achei meio estranho o fato dela sumir, de não poder se comunicar com suas amigas, sempre imaginei que havia algo tenebroso por trás disso, e não é que tem ?
Evangeline lutando contra todos os seus princípios, vai atrás de Sebastian no meio da noite.
Sabemos que Sebastian é um cretino, no livro 2 da série, eu fiquei muito puta com ele. Lilian e lorde Westcliff também não gostam de Sebastian.
Quando recebe a visita da bela, porém tímida Evangeline, Sebastian fica surpreso, mas decide ouvir o que Evie tem a dizer. Gaguejando mais que o de costume, Evie pede que Sebastian se case com ela.

Eu estou lhe propondo casamento. Quero sua proteção. Meu pai está do-doente e fraco demais para me ajudar e não que-quero ser um fardo para mi-minhas amigas. Acredito que elas se o-ofereceriam para me abrigar, mas eu sempre te-temeria que meus parentes me le-levassem de volta e me forçassem a fazer a vontade deles. Uma mulher sol-solteira tem poucos re-recursos, social ou legalmente. Isso não é ju-justo... mas não posso lutar em vão. Preciso de um ma-marido e o senhor pre-precisa de uma esposa rica. Ambos estamos i-igualmente desesperados, o que me leva a acreditar que o se-senhor aceitará minha pro-proposta. Nesse caso, gostaria de partir para Gretna Green esta noite. Agora. Estou ce-certa de que meus parentes já estão me procurando.

O pai de Evie está muito doente, tuberculose. Ele é dono de uma considerável fortuna, que será de Evie em breve. Ela não é amada pela família de sua mãe, é sempre " punida". E essas punições significam violência. Jamais imaginaria algo do tipo e fiquei surpresa ao ler o relato de Evie.
A violência existe em qualquer lugar infelizmente, mas eu ainda não tinha lido sobre isso em um romance de época. Pude sentir a dor de Evie, seu desespero,a revolta e claro fiquei orgulhosa de como ela é obstinada, e decide que não será mais fantoche de ninguém.
Sebastian preicsa de uma esposa com dinheiro, afinal seu pai está acabando com a fortuna da família e está bem longe de morrer. O plano de Evie é simples e lógico, e seria bom para ambos. Sebastian que não é bobo, acaba aceitando.
A viagem acaba por sem bem longa, Evie a todo momento mostra o medo que tem de ser encontrada antes de se casar com Sebastian. Evie é muito pé no chão, ela não se ilude achando que terá um casamento maravilhoso com Sebastian, deixa claro que só irá consumar o casamento e depois ele pode fazer o que quiser. Sebastian concorda, afinal vive rodeado por mulheres e não pretende mudar isso por Evie. O problema é que uma vez que o casamento é consumado, o desejo de Sebastian por Evie não é aplacado.
- Porque sua... sua história romântica, para falar educadamente, é como a de um cão que vai a todas as portas dos fundos da rua em busca de sobras de comida. E eu não serei mais uma porta. Você não consegue ser fiel a uma mulher. Já provou isso.
–O fato de eu nunca ter tentado não significa que não possa, sua cadela censuradora! Só significa que eu não quis.
A palavra “cadela”fez Evie se retesar.
–Gostaria que você não usasse uma linguagem tão baixa.
–Pareceu apropriada, dada a proliferação de analogias com cães –disparou Sebastian. –O que, a propósito, não se aplica ao meu caso, porque as mulheres me imploram por isso, não o contrário.

O casal acaba se entendendo, Evie propõe algo para Sebastian e ele decide que irá tentar. Me surpreendi muito com os dois personagens, conhecê-los a fundo mudou a perspetiva que eu já havia idealizado dos dois. Sebastian amadurece muito e Evie desabrocha a cada dia mais depois que se casa. O amadurecimento dos dois é lindo de ler, eu tenho um queda pelo primeiro livro e é o meu preferido, mas esse terceiro também ganhou meu coração, cheio de sensibilidade e amor.

Aquele homem imperfeito, extraordinário e apaixonado era dela e lhe confiara totalmente seu coração. E ela jamais lhe trairia a confiança.

Não deixem de  ler ! SUPER RECOMENDO

Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeejos  :*

4 comentários

  1. Oii Yohanna!!
    Adorei conhecer mais um livro da série, por enquanto só li o primeiro, mas estou bastante animada e torcendo mto pra que surja uma oportunidade logo pra eu conseguir ler os outros volumes.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oi Yohanna.
    Sebastian e Evie é um dos casais mais improváveis que eu amei conhecer.
    Adorei ver Sebastian amadurecer e provar o amor que sente por Evie ao longo da história. Evie é uma fofa. É aquela personagem que gostaríamos de guardar num potinho e carregar conosco.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Como é prazeroso ler e ver os romances de época ganhando cada vez mais e mais leitores, ainda mais quando são livros que trazem os personagens concretos e com esse amor construído, pouco a pouco para que o leitor possa acompanhar tudo ali, suspirando.
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha deste livro e me recordo bem da resenha do primeiro. Vai este também para a lista de desejados..
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Oi Yohanna,
    Estamos tão acostumados com famílias amorosas em romances de época que acaba espantando o que a protagonista passa nesse, apesar disso eu gostei da forma que Sebastian amadureceu, e melhor, o romance entre eles parece surgir de forma inesperada, espero não me decepcionar com esse mocinho, ele tem bem o estilo cabalha, rs.
    Quero mto adquirir a série, todas as resenhas que acompanhei me conquistaram.
    Beijos

    ResponderExcluir