Páginas

Como Se Vingar de Um Cretino (Lessons in Love #1) - Suzanne Enoch

9 de abril de 2018

Título: Como Se Vingar de Um Cretino
Autor: Suzanne Enoch
Páginas: 288
Ano: 2018
Editora: Harlequin Brasil
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse:
Era uma vez um notório visconde Dare, que seduziu lady Georgiana Halley e tomou sua inocência para ganhar uma aposta, e agora ele vai ter que pagar. O plano é simples: ela vai usar cada artifício de conquista que conhece para ganhar o coração de Dare, e então quebrá-lo. Mas o olhar do visconde tenta Georgiana a se entregar ao prazer mais uma vez, e quando ele a surpreende com um pedido de casamento, ela se pergunta: esse é mais um de seus jogos, ou dessa vez é amor verdadeiro?



Resenha:

—Poderíamos mandar publicar nossas regras. Lições de amor, por Três Distintas Damas.
Lista de Georgiana
1. Nunca parta o coração de uma mulher.
2.Sempre diga a verdade, independentemente do que acha que a mulher quer ouvir.
3.Nunca brinque com os sentimentos de uma dama.
4.Flores são de bom tom, mas certifique-se de que são as favoritas da mulher. Lírios são particularmente adoráveis.

Pois muito beeem, como vocês estão ? Espero que tudo esteja na mais perfeita ordeeem! Quem acompanha o blog, já deve ter percebido que sou meio "viciada" em romances de época, já li tantos e espero poder colocar a resenha de todos por aqui. Enfim, quando vi esse livro e li a sinopse, já fiquei super curiosa, ainda não havia lido nada dessa autora e olha, eu curti bastante!

Embora vocês duas sejam completamente cínicas, preciso concordar que a sociedade parece perdoar a arrogância quando um cavalheiro tem dinheiro e poder. A verdadeira nobreza desapareceu. Na época de rei Arthur, conquistar a admiração de uma mulher era, no mínimo, tão importante quanto a habilidade de matar um dragão. Na imaginação otimista da srta. Ruddick, quase tudo se resumia a romances de cavalaria, mas, desta vez, Evelyn tinha razão.

Ah, as apostas, sempre trazendo confusão não é mesmo ? O Visconde de Dare fez uma aposta, conseguiria um beijo de lady Georgiana, mas os dois não ficaram apenas no beijo, tiveram uma noite maravilhosa juntos. Ao descobrir que o visconde não estava de fato interessado nela e tudo não passava de uma aposta, lady Georgiana fica com muita raiva. Sempre que o visconde está por perto Georgiana solta farpas e é rude com ele.

Georgiana jamais esqueceu o que Tristan fez, mesmo que tenham se passado vários anos. Então ela decide dar uma lição em Tristan, ela irá quebrar seu coração e mostrar que ele não pode brincar com os sentimentos de diversas damas.
O Visconde de Dare, ou Tristan para os mais íntimos, foi um libertino durante sua juventude, após a morte de seu pai, ele fica responsável pela sua família, e assim amadurece e começa a ter uma perspectiva diferente do mundo. Agora Tristan precisa de uma esposa, não porque ele de fato queira uma, mas porque seu pai deixou várias dívidas e sua família está quase em falência. Então, ele procura uma dama que possua um dote de grande valor.
Georgiana sempre recebe vários pedidos de casamento, mas diz não sempre. Pois todos os homens que pedem não estão de fato interessados nela ou em suas qualidades e sim em seu grande dote.

Fazer Tristan Carroway se apaixonar por ela era arriscado por mais de um motivo, mas era uma lição que ele precisava desesperadamente aprender. O visconde havia brincado com o coração de mulheres demais, e Georgiana garantiria que isso não aconteceria mais. Nunca mais.

Para conquistar o coração de Tristan, Georgiana se infiltra em sua casa, com a desculpa de fazer companhia para as tias dele. Suas tias Milly e Edwina são uns amores e querem que Tristan e Georgiana fiquem juntos, elas não querem que seu sobrinho se case com uma dama sonsa. Será que Georgiana será capaz de perdoar Tristan? Bom, só digo que esses dois adoram confusão e estão completamente apaixonados, mesmo que ainda não tenham percebido.

A leitura desse livro foi surpreendente, me apaixonei pelos personagens, pela garra e força de Georgiana, pela intensidade e senso de responsabilidade de Tristan. Por todos os detalhes narrados, pude imaginar perfeitamente os passeios nos parques e os bailes. Uma leitura leve e fluída , que deixa aquele sorriso no rosto e um gostinho de quero mais.

NOTA DO AUTOR: NÃO HAVERÁ capítulo 13. Com todas as complicações que Tristan e Georgiana já têm em seu caminho, sinto que não é preciso acrescentar números azarentos à equação.

Me apaixonei perdidamente pela escrita da autora e não vejo a hora de poder ler mais obras dela!
SUPER RECOMENDO!
Mil beeeeeeeeeeeeeeeeeeeijos :*

5 comentários

  1. Não me recordo de ter lido nada da autora, mas achei de gênio a aposta do enredo.
    Vingança, passado e claro, paixão!!! São itens essenciais para um belo romance de época, claro que se misturar isso a duas pessoas completamente opostas, melhor ainda!
    E pelo que li acima na resenha, tem bom humor, briguinhas e muito amor envolvido.
    Vai para a lista de desejados com certeza.
    beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Yohanna.
    Eu adoro romances de época e fiquei bem curiosa em relação a esse livro, pois ainda não li nada da autora.
    Ah as apostas! Sempre um dos lados sai mais machucado que o outro.
    Georgiana e Tristan parecem um ótimo casal, com personalidades fortes.
    Adoro quando as mocinhas respondem a altura e destratam os rapazes. Já quero saber mais sobre a interação entre os dois.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Adoro esse tipo de livro com vinganças e romances, tias mexiriqueiras.
    O Tristan parece aqueles mocinhos que nos apaixonamos e nem nos damos conta disso.
    Essa comédia das brigas e o romance são as coisas que mais amo nos livros.

    ResponderExcluir
  4. Olá Yohanna!
    Estou doidinha pra ler esse livro, como já disse aqui no blog, sou fã do gênero e cada vez que leio sobre o livro o interesse em conhecer é gigante, espero que a leitura me agrade e que eu curta bastante qdo conseguir uma oportunidade.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Olá Hanna!
    Confesso que a principio achei a história um pouco machista por conta da aposta, mas sei que naquela época havia muito disso, e me vi desejando ler a história do casal, que por sinal será coberta de trapalhadas, rs.
    Também amo romances de época e sempre que vejo um novo quero ler, e com esse não foi diferente, já entrou para os desejados!
    Beijos

    ResponderExcluir