Era Uma Vez No Outono ( As Quatro Estações do Amor # 2) - Lisa Kleypas

11 de abril de 2018

Título: Era Uma Vez No Outono
Autor: Lisa Kleypas
Páginas: 288
Ano: 2016
Editora: Arqueiro
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse:
A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa.

Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar.

Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?
Resenha:


Mas Lillian era irresistível demais para ser ignorada e, antes que ele se desse conta do que estava acontecendo, entrara no jogo.

Bora de romance de época sim ou com certeza? É lógicooo!


Segundo livro da série " As Quatro Estações do Amor", Era uma vez no Outono traz o romance entre Lilllian e Westcliff.

Contudo, Marcus também era um pouco dominador. Bem... muito dominador. Em se tratando daqueles que amava, não hesitava em manipulá-los para fazerem o que ele considerava ser o melhor. Essa não era uma das qualidades mais agradáveis do irmão. E, se fosse se aprofundar nos defeitos dele, Livia também teria de admitir que Marcus tinha uma crença irritante na própria infalibilidade.

Como já sabemos, Llillian é obstinada, tem uma personalidade forte e não tem medo de expressar sua opinião. Seu pai , um americano e empresário com uma grande fortuna,está determinado a casar suas filhas com aristocratas americanos. É lógico que Lillian odeia todas as regras da sociedade. Ela e sua irmã Daisy se metem nas mais variadas confusões mesmo sem querer.
As flores secas ainda estão à procura de maridos, até mesmo Annabelle que já está casada, participa dos planos para ajudar suas amigas, assim como elas a ajudaram.
Então, todas vão para Stony Cross, que é a propriedade de Westcliff. Marcus Marsden, conde de Westcliff é reservado, bem controlado e tem um senso de responsabilidade fora do comum. Ele gosta de ter tudo sob controle, mas quando conhece Lillian, sabe que precisa ficar longe, afinal ela é insolene e o deixa com os nervos à flor da pele.
–Acho que minha irmã ficou com medo ontem ao perceber que poderia achar lorde Westcliff atraente. E ela não reage bem ao medo, que costuma levá-la a ser impulsiva e fazer algo imprudente. Daí sua determinação de ir se matar nas costas de um cavalo hoje.
– Mas por que isso lhe daria medo? – A perplexidade se revelou na expressão de Evie. – Achei que Lillian fosse ficar feliz por atrair a atenção de alguém como o conde.
 – Não quando sabe que, se algo surgisse disso, eles ficariam sempre em atrito. E Lillian não tem nenhuma vontade de ser dominada por um homem poderoso como Westcliff. – Daisy deu um longo suspiro. – Eu também não ia querer isso para ela.

Esse livro me surpreendeu bastante, diferente de Annabelle, Lillian é impulsiva, marcante e sempre que pode mostra seu atrevimento. Marcus foi educado sob rígidas regras, ele é sempre leal e tem um senso de honra muito forte. Lillian, diferente de muitas damas da época, vive intensamente, aproveitando cada momento como se fosse o último,sem se importar muito com o que irão pensar a seu respeito.

– Eu lhe ordenei que fizesse exatamente o oposto. Você deve ter me ouvido.
– Sim, todos o ouviram – disse Hunt, seco. – Minha pergunta se refere à sua tática, Westcliff. É óbvio que uma mulher como a Srta. Bowman requer uma abordagem mais suave do que uma ordem direta. Além disso, já o vi à mesa de negociação e seus poderes de persuasão não se igualam aos de ninguém, exceto, talvez, aos de Shaw. Se você quisesse, podia tê-la persuadido em menos de um minuto com lisonjas. Em vez disso, foi delicado como um hipopótamo em sua tentativa de provar ser o senhor dela.
– Eu nunca havia notado seu dom para a hipérbole – murmurou Marcus.

Como o casal possui personalidades contrárias, estão sempre em algum tipo de embate, afinal o que Marcus quer, além de entrar nas saias de Lillian, é dominá-la. E isso ela não pode e não quer aceitar. Mesmo que sinta-se totalmente atraída por Marcus.
Aos poucos, os dois vão se entendendo e descobrindo o amor. Marcus deixa de lado alguns costumes e decide que viver o amor com Lillian é mais importante que qualquer coisa no mundo. Teremos uma naja para tentar separar o casal, mas Marcus não se deixará influenciar.

Não há nada mais bonito no mundo do que seu sorriso... nenhum som mais doce do que o da sua risada... nenhum prazer maior do que tê-la em meus braços. Hoje percebi que não poderia viver sem você, minha diabinha teimosa. Nesta vida e na próxima, você é minha única esperança de felicidade. Diga-me, Lillian, meu amor... como conseguiu entrar tão fundo no meu coração? Ele parou para beijar a pele sedosa e úmida dela... e sorriu quando um leve ronco feminino rompeu o tranquilo silêncio.

Se eu recomendo ? COM TOOOODA CERTEZA! Não deixem de ler, toda a série, que é linda!
Beeeeeeeeeeeeeeeeijos :*

4 comentários

  1. Oi Yohanna.
    Já li essa série e a dos Hathaways da autora e gostei bastante de ambas.
    Esse livro da Lilian foi bem divertido e leve. Gosto muito da personalidade de Lilian. Ela é aquele tipo de garota sem papas na língua, sempre com planos mirabolantes, mas com um coração enorme que está sempre disposta a cuidar e ajudar sua irmã e suas amigas.
    Gostei bastante das interações entre Lilian e Marcus. Foram momentos divertidos, mas também, amorzinho.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Hanna.
    Menina, você é mesmo apaixonada por romances de época, e sempre que leio suas resenhas eu me apaixono também, rsrs!
    Confesso que achei a história clichê, porque todos os livros do gênero que ando lendo começam dessa mesma forma, mas, como sempre, amo ver mocinhas de época dando um pouco de "trabalho", rsrs, e sempre sendo teimosas!!
    Sou completamente apaixonada pelas capas dessa série e não vejo a hora de tê-las na prateleira.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Yohanna!!
    Maravilhosa resenha!
    Eu li o primeiro volume e estou mtoooo ansiosa e mtooo curiosa pra ler os próximos...
    Foi meu primeiro contato com a autora e fiquei apaixonada pela escrita dela, espero ler os outros volumes da série em breve.
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  4. Adoro isso de Flores Secas..rs Desde que li isso a primeira vez, gostei demais.
    Ainda não pude ler nenhum dos livros, mas não foi por falta de vontade.
    Amo um bom romance de época, ainda mais sendo de Lisa(que é mestra demais em desenhar seus enredos)
    E se tem clichê? Tô dentro!rs
    Vai para a lista de desejados também.
    beijo

    ResponderExcluir