Páginas

O Jogador - Vi Keeland

8 de março de 2018

Título: O Jogador
Autor: Vi Keeland
Páginas: 304
Ano: 2017
Editora: Charme
Gênero: Erótico / Ficção / Literatura Estrangeira / Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse:


Na primeira vez que encontrei Brody Easton ele estava no vestiário masculino. Foi a minha primeira entrevista como jornalista esportiva profissional. O famoso quarterback decidiu me mostrar tudo. E, por tudo, não quero dizer que ele me disse algum de seus segredos. Não. O idiota arrogante decidiu deixar cair a toalha quando fiz a primeira pergunta. Na frente da câmera. E o famoso ganhador do Super Bowl rapidamente adotou um novo hobby: me provocar.
Quando o afastei, ele desistiu de só me provocar e resolveu que queria transar comigo. Mas eu não saio com jogadores. E não é porque sou uma das poucas mulheres que trabalham no mundo do futebol profissional. Eu posso namorar um jogador. É outro tipo de jogador que eu não namoro. Você conhece o tipo: boa aparência, forte, arrogante, sempre querendo ficar com alguém.
Brody Easton era um verdadeiro jogador. Toda mulher queria ser a que iria mudá-lo. Mas a verdade era que tudo que ele precisava era de uma garota por quem valesse a pena mudar.
De repente, eu era essa garota.
Simples, certo?
Vamos encarar, nunca é.
Há uma história entre o era uma vez e o viveram felizes para sempre...
E esta é a nossa.


Resenha:


 —Ah, e Delilah?
 — Sim?
— Você pode deixar as roupas da sua avó em casa. Elas não vão me impedir de querer transar com você contra a parede.





Delilah é  linda, inteligente, forte, decidida e totalmente independente. Ela é jornalista esportiva e isso é o que ela mais ama fazer. Estar nos jogos faz com que ela se sinta viva.

Delilah não tem tido muita sorte com os homens, parece que ela tem imã para os caras que não prestam. Depois de trabalhar muito, ela consegue o cargo que sempre almejou, e terá que entrevistar nada mais nada menos que : Brody Easton, o jogador estrela do time Steel.

Use vermelho, é a sua melhor cor. E um cinto largo. Algo que mostre essa sua cinturinha e bunda redonda. Tenho certeza de que o herói do Super Bowl do ano passado vai gostar do esforço extra!

Brody é um homem cheio de si, sabe exatamente o poder que tem com as mulheres, que babam por ele por todo lado. Mas ele é um homem muito gentil, inteligente e tem uma boca safada que você não tem ideia.

— Não há jogos. Não há nada mais que eu gostaria de fazer do que tomá-la contra aquela porta agora. E o fato de que você ter ficado com ciúmes da Brittany, minha fisioterapeuta, só prova que eu não estou tão louco assim. Você me quer dentro de você tanto quanto eu quero me enterrar. Você simplesmente não admitiu isso a si mesma... — Ele esticou o pescoço para baixo, para que estivéssemos nariz com nariz. — Ainda. Mas você vai.

Bom, o casal no começo trava um pequeno embate de "vamos ficar, ou vamos ser amigos", Brody quer muito Delilah, mas ela tem medo de acabar se machucando. Ela caba dizendo para Brody que para transar com alguém precisa conhecer-lo antes e tudo mais. Brody acaba aceitando isso e eles inciam assim um relacionamento . É incrível acompanhar o início do relacionamento deles, Brody é um fofo, de várias maneiras, sempre alegre e divertido, seu ciúme que não é nada exagerado, é bem divertido e quando eles estão juntos é química pura.

Eu posso ser exclusivo. Inferno, o pensamento de você com mais alguém me deixa louco. Eu insisto em exclusividade. E namoro. Estou dentro para o que você quiser fazer. Na parte da relação, eu provavelmente vou precisar que você tenha paciência comigo daqui por diante. Faz muito tempo desde que tive uma namorada. Eu provavelmente vou foder tudo e te chatear muito, mas gostaria de tentar.

Enquanto o relacionamento vai acontecendo, conhecemos mais os personagens, Brody cuida de Marlene, a avó de sua ex namorada que tem Alzaimer, ele a deixou em uma casa de repouso para que ela tenha todo o cuidado necessário, e sempre vai visitá-la. Quando as visitas acontecem, tudo é bem divertido, o amor, o cuidado e carinho que ele sente por Marlene fica evidente desde sempre.

Delilah perdeu seu primeiro amor, e justamente por isso, ela fica receosa com esse relacionamento com Brody. Quando a ex de Brody reaparece depois de quatro anos sumida, Delilah fica com medo de ter seu coração partido mais uma vez.
O que eu mais amei foi : o cuidado que eles tem um com o outro, a maneira que eles percebem que algo não vai bem e mesmo assim, estão lá, para ser a âncora do outro. E as cenas hot? PELAMOR! Muito bem escritas e colocadas nos momentos certos e sem aquele exagero de ter cena toda hora.

— Porque o único pau que eu quero que você veja atualmente é o meu.
— Essa é uma declaração estranhamente fofa.
— Eu sou um tipo de cara estranhamente fofo. Agora cale a boca e me beije.
...
— Eu te amo.
Ele sussurrou na minha boca:
 — Mais uma vez. Meu corpo começou a se direcionar para o clímax. Minha respiração ficou mais espaçada, e as minhas palavras saíram roucas.
 — Eu te amo, Brody Easton. Eu te amo.
Ele me disse que me amava sem parar enquanto empurrava mais e mais fundo.
 — Eu te amo, porra — ele gemeu quando gozou dentro de mim.

Pois muito beeeeeeeem, eu amei a leitura, me apaixonei pelos personagens e todas as sua loucuras e peculiaridades, me tornei fã da autora! O casal vai se aproximando e se conhecendo aos poucos, deixando a leitura leve. Assim que terminei de ler, fiquei tentada a recomeçar a leitura de tão maravigold que esse livro é. Não deixe de ler !
Suuuuuuuuuuuuuuuuper recomendo !

Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeijos :*


5 comentários

  1. Adoro livros assim, que claro, tem a parte erótica,mas também tem a aproximação devagar do casal. Sabe, o lance do sentimento mesmo, do trabalhar o amor pouco a pouco, tal qual como deve ser.
    Mas também gosto de estórias onde há uma vida por trás do casal. Família e amigos, que de uma maneira ou outra,influenciam também na história de vida deles.
    Que capa hein?rs
    Vai para a lista de desejados com certeza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oii Yohanna!
    É a primeira resenha que leio do livro, já fiquei apaixonada pela história, amo ler o gênero, acho que tenho lido mtos ultimamente, vou add aos desejados!
    Capa linda!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Yohanna.Nossa,a capa é um colírio à parte.E bem,a partir dela já passei a imaginar como seria o rosto de Brody Easton...Achei super fofo ele tentar com Delilah um namoro,a o invés de simplesmente transar com ela.
    Ok,sei que é um livro erótico,mas acho importante frisar a atração e o sentimento que um passa a nutrir pelo outro,antes de se chegar aos finalmente.E a autora soube como desenrolar isso na trama.Enfim,pode apostar que gostei.
    Beijos,Yoh!

    ResponderExcluir
  4. Não sou muito fã de livros eróticos eu sempre vou gostar de ódio porque sinceramente não me agrada muito Eu já conheço o trabalho dessa Editora mas é aquela coisa não sou muito fã do gênero então evito leituras do tipo Mas valeu a sugestão

    ResponderExcluir
  5. Sempre que leio resenhas sobre livros da Vi Keeland me pego doida para ler seus livros, pois o que sempre vejo é que sua escrita é leve fluida. Agora também me interessei por O Jogador, mais um para a minha wish-list hahaha
    Adoro livros com atletas, pois sempre são livros quentes e divertidos. Adorei saber que o romance não é daqueles forçados, mas sim daqueles que vai acontecendo aos poucos, em que o casal vai se conhecendo. Amo livros assim. Adorei a resenha e estou louca para lê-lo.

    ResponderExcluir