Páginas

Whitney, meu amor (Dinastia Westmoreland #2) -Judith McNaught

27 de junho de 2018

Título: Whitney, meu amor
Autor: Judith McNaught
Páginas: 490
Ano: 2018
Editora: Bertrand Brasil
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota: 
Sinopse:
A encantadora e impetuosa Whitney não tem medo de dizer o que pensa. Por conta de seu comportamento pouco apropriado para uma moça da sociedade inglesa do século XIX, ela é forçada, pelo pai frio e severo, a mudar-se para a casa dos tios em Paris, onde recebe aulas para se tornar uma dama. Sob o cuidado dos amorosos e dedicados tios, ela desabrocha em uma mulher sofisticada e bela, tornando-se a sensação da esfuziante sociedade parisiense. Quando retorna à Inglaterra, está mudada, mas ainda deseja conquistar o belo Paul, seu primeiro amor. Mas há alguém que parece disposto a destruir sua felicidade: trata-se de Clayton Westmoreland, um poderoso duque, que está decidido a ter Whitney a qualquer preço.
Resenha:
E ai amooores! Tudo certinho ? Espero que sim! Trouxe mais uma resenha da dyva super maravilhosa Judith! Gente, apaixonada por essa mulher, sério ! Como assim eu não conhecia a escrita dela? PASSAAAADA! Chega de papo e vamos para a resenha!

Antes de tudo, quero esclarecer que  no livros da Judith, as mocinhas são bem mais jovens do que costumamos ler, então para algumas pessoas isso pode ser um ponto negativo, para mim, isso em nada interferiu .

 A história incia quando a rebelde Whitney ainda está com seus quinze anos e dá muito trabalho para o seu pai.Órfã de mãe, ela nem sempre age como uma dama, faz diversas coisas que apenas "meninos" deveriam fazer e ainda por cima tem um amor infantil por Paul. Em sua cabeça, Paul será o pai de seus bebês, então ela a persegue . Whitney é o tipo de personagem que já ganha o leitor desde o início, ela tem essa luz e alegria, não teme nada nem ninguém e vive de acordo com suas regras.

— Seu pai queria uma menina que fosse delicada e apagada como um camafeu, mas ela é um diamante, cheio de vida e de brilho, e isso o confunde. — disse ternamente, com a mão no rosto de Whitney. — Em vez de apreciar o valor e a raridade de sua joia, polindo-a, para que ela brilhe mais, ele persiste em tentar transformá-la num camafeu comum.

O pai de Whitney é um homem muito severo e frio, que em nenhum momento mostra qualquer tipo de afeto pela filha. Então ele a envia para Paris, com seus tios.
Aos chegar em Paris, Whitney é apresentada a um novo mundo, cheio de classe e elegância. Aos poucos Whitney aprende a comportar-se de maneira correta, se torna uma glamorosa e fina dama, deixando vários cavalheiros aos seus pés. Em Paris ela conhece novos amigos, esses são de fato verdadeiros, pois os que ela tinha em sua antiga casa, eram os piores possíveis.

Você se deixa enganar com muita facilidade, senhora — replicou Martin com frieza. — Asseguro-lhe que não foi a ideia de se separar de mim que deixou Whitney tão perturbada. Acontece que acabei com os planos dela de continuar a fazer papel de idiota, correndo atrás de Paul Sevarin.

Nicolas é um dos novos amigos de Whitney, gostei muito dele, que a protege e diverte. Ao retornar para Londres, Whitney nem de longe é a garotinha de que todos se lembravam, ela ainda possui aquela personalidade única,mas agora está bem mais... elegante.
O objetivo de Whitney ao voltar para Londres, é conquistar de vez o coração de seu amado Paul, ela só não contava que teria o poderoso e maravilhoso Duque Clayton Westmoreland em seu caminho.

De acordo com os rumores, o homem envolvera-se com todas as mulheres bonitas e de boa linhagem da Europa, mas casamento não parecia fazer parte de seus planos. Por onde o belo duque passava, deixava atrás de si um cortejo de jovens desiludidas. Era o último homem, em todo o continente, por quem Anne desejava que Whitney se interessasse. O último homem em todo o mundo!

O duque é um homem indomável, quando quer algo não desiste, sua personalidade é tão forte quanto a de Whitney, mas ele sabe que batalhas deve travar. Quando conhece a bela dama em um baile, decide irá casar-se com ela, sim casar!

Clayton desistira de compreender as razões que o haviam levado a tomar aquela decisão drástica. Desejava Whitney, e essa era uma razão mais do que suficiente. Ela era cheia de vida, espirituosa, inquieta como uma borboleta.

Ele planeja conquistá-la aos poucos sem que ela saiba quem de fato ele é. Compra um propriedade perto da do pai de Whitney e inicia seu jogo. O problema é que o duque " compra" Whitney, depois de um acordo com o pai dela. Entre tentar conquistar Whitney, ela tentar conquistar Paul entre outros assuntos, as coisas ficam realmente difíceis para o casal. Whitney insiste em acreditar que ama Paul, mas na verdade está totalmente caída de amores por Clayton.

Ela respirou fundo e fez menção de gritar, mas seu grito morreu na garganta, sufocado por outro beijo, e transformou-se num soluço histérico. Daquela vez, Clayton beijou-a com tanta gentileza que ela, de tão atônita, nem lutou para se livrar.

 Clayton é bem paciente com Whitney, até mais do que eu esperava, mas ela é teimosa e quer de toda forma ficar com Paul. Acabamos por descobrir que Paul não vale nada, ainda bem que Whitney descobre antes de cometer mais erros.  O duque em vários momentos age como um homem das cavernas, mas acaba percebendo seu erro e faz de tudo para poder se desculpar.

Clayton Robert Westmoreland, duque de Claymore, descendente de trezentos anos de nobreza, dono de propriedades e de uma riqueza quase incalculável, continuou deitado ao lado da única mulher que já amara, incapaz de consolá-la e de reconquistá-la.

Esse livro é romântico, sexy,  e muito envolvente. Mais uma vez me perdi nas páginas e nem percebi o que se passava em minha volta. Judith escreve sobre mulheres fortes, batalhadoras, que não desistem facilmente, sobre homens que são realmente poderosos e impenetráveis até encontrar seus verdadeiro amor, quando isso acontece, são ciumentos, possessivos e ficam totalmente aos pés de suas amadas.
No final, tem um trecho lindíssimo que me deixou muito emocionada e depois li uma nota da autora sobre a história de " Whitney, meu amor" e mais uma vez ela me deixou impressionada com sua garra e amor. Não deixem de ler esses livros da Dinastia Westmoreland e conheçam a primorosa Judith ❤

Impressionada, Whitney leu sobre a história do primeiro duque e duquesa de Claymore, explicada com riqueza de detalhes por Jennifer Merrick Westmoreland. Ela escreveu sobre combates, torneios e batalhas travadas por seu marido vitorioso, apelidado de Lobo Negro. Em vez de se alongar nos detalhes que poderiam interessar a um homem, ela falou sobre sua vida para as mulheres que um dia a sucederiam como duquesas de Claymore.

Beijooooooooooooooooos 💋

8 comentários

  1. Ah como eu sou fã de bom romance de época!!!E mesmo que não tenha muito contato com as letras de Judith, sei o quanto de potencial a autora tem e do sucesso que tem feito nos últimos tempos!!
    Pelo que li acima, mesmo sendo o segundo livro, parece ser muito possível ler sem ser na sequência, também mesmo achando que isso não deva ser feito.rs
    Vai para a lista de desejados com certeza!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. O primeiro livro ainda está na minha lista de skoob mas com certeza já vou adicionar o segundo eu adoro essa pegada de romance histórico que a autora consegue desenvolver tão bem

    ResponderExcluir
  3. Yohanna!
    Estou no hall das pessoas que ainda não leram nada da autora, mas gostei muito do enredo desse livro, embora não seja inédito. Já li um outro romance de época com plot parecido, o que não desmerece em nada a autora.
    “Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda. “ (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu amo romance de época, apesar de ler poucos livros, mesmo assim amo. Esse livro tem uma premissa muito boa e a historia me deixou bem interessada, apesar que não gosto de triangulo amoroso. Gostei do livro e pretendo ler..

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  5. Que lindo Yohanna!
    Li resenhas do primeiro livro e já estava encantada com o que li, agora conhecendo mais um livro da série, preciso le pra ontem, eu amo o gênero e me parece que os enredos prometem uma leitura excelente.
    Vai para os meus desejados este tbm.
    bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Yohanna
    Gosto de romances de época, mas leio poucos.
    Esse livro me deixou curiosa espero ler para saber mais detalhes sobre o romance.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Li vários livros da autora e ela sempre me surpreende com as histórias emocionantes. Evito chorar quando chego no final, mas as vezes não da. Estou devagar nas leituras e ainda não li esse livro, mas ele esta na fila para as futuras leituras.

    ResponderExcluir
  8. Whitney parece ser uma pessoa incrível apesar de ter um temperamento muito forte. Nunca li nada da Judith mas por muitos comentários bons sobre ela parece ser bem agradável.

    ResponderExcluir