Céu Sem Estrelas - Iris Figueiredo

18 de julho de 2018


Título: Céu Sem Estrelas
Autor: Iris Figueiredo
Páginas: 304
Ano: 2018
Editora: Seguinte
Gênero: Ficção, New Adult, Literatura Brasileira
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon | Lojas Americanas
Nota: 
Sinopse: Cecília acabou de completar dezoito anos, mas sua vida está longe de entrar nos trilhos. Depois de perder seu primeiro emprego e de ter uma briga terrível com a mãe, a garota decide passar uns tempos na casa da melhor amiga, Iasmin. Lá, se aproxima de Bernardo, o irmão mais velho de Iasmin, e logo os dois começam um relacionamento.
Apesar de estar encantado por Cecília, Bernardo esconde seus próprios traumas e ressentimentos, e terá de descobrir se finalmente está pronto para se comprometer. Cecília, por sua vez, precisará lidar com uma série de inseguranças em relação ao corpo — e com a instabilidade de sua própria mente.

“Uma história brilhante sobre encontrar a sua força mesmo quando não há esperanças. Iris escreve com uma sensibilidade incrível e dá voz aos jovens que vivem a busca constante pelo seu lugar no mundo.” – Vitor Martins, autor de Quinze dias
Resenha:

Cecilia é uma menina gorda, que já ouviu todos os clichês possíveis sobre emagrecimento, vive um dia de cada vez tentando ser o melhor que pode, apesar de viver num projeto familiar fracassado, cheio de mágoas e responsáveis mal resolvidos.

Com seus recém 18 anos completados, a jovem se vê naquela fase da vida onde não se é nem adulto nem criança e as responsabilidades começam a pesar um pouco mais. Se não bastasse a fase ser difícil por si, para Cecília fica ainda mais difícil sem a orientação adequada e o apoio necessário.

Sentindo-se sozinha, com diversos acontecimentos apontando que ela é um fracasso total e uma nova expulsão de casa, Cecília encontra-se em um dilema: buscar apoio de novo com sua avó, que também é seu referencial de afeto familiar, ou tentar seguir sozinha? Essa decisão lhe aproxima ainda mais de suas poucas amizades, de seu amor de infância e algumas situações cômicas dão a leveza que o enredo precisava, ainda que tudo pareça mais alguns testes em sua vida.

O cuidado da autora em expor falhas com motivações, criou uma atmosferas real, onde os personagens não são divididos entre violões e mocinhos e isso foi tão sincero e real, que tocou meu coração. Além disso, o enredo me hipnotizou quando vi cenários conhecidos do Rio de Janeiro: Niterói e São Gonçalo! Por isso é não apenas isso, devorei as páginas seguintes e não me decepcionei com a história.

Com personagens bem construídos e narrativas que intercalam entre Cecilia e Bernardo, a amplitude em que vemos as explosões de sentimentos é sublime. O livro aborda com propriedades temas muito delicados, dentre eles a ansiedade, depressão, abandono, alcoolismo, racismo, dá umas pinceladas em acessibilidade para deficientes e relacionamentos abusivos.

Durante a leitura os questionamento foram inevitáveis. Até que ponto os problemas de alguém são fardos que se carrega de outros? Qual é a parcela de culpa que a sociedade e um lar nada acolhedor, podem ter na vida de alguém? E o que fazer para se livrar de tantos rótulos, medos, sensações e dores, quando tudo o que se escuta é contrário ao que se quer ser? O que fazer quando a dor da alma sufoca? Como jogar fora tudo de ruim que as vezes chega, sem acumular lixos emocionais dentro de si?

Recomendo esse livro para todo mundo! Céu Sem Estrelas tem muito a dizer, existem muitas Jessicas, Claras, Anas e tantas mais que precisam entender que “está tudo bem”.

10 comentários

  1. Oi, jessica
    Conheci o livro recentemente e fiquei apaixonada na capa. Eu acho legal o tema que a autora aborda, até porque meus 18 anos também foram difíceis, não sabia bem o que queria da vida e isso acabou influenciando as pessoas a tomarem decisões por mim. Acho que vou me ver representada na históri.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Jéssica que linda sia resenha, adorei!
    Eu não me recordo de ter lido resenhas desse livro, que enredo delicado, particularmente me chamou muita atenção a história da personagem, gostaria mto de te ruma opor unidade de conhecer melhor o livro, vou add aos meus desejados.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Jessica.
    Céu sem estrelas parece uma boa história. Levanta bastantes questionamentos para o leitor refletir, sem ser uma leitura muito densa.
    Que bom que a autora usou como cenário uma cidade brasileira. Precisamos valorizar a nossa cultura.
    Adorei a capa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Tenho lido tanta coisa positiva sobre este novo trabalho da Iris que estou doida para ler este livro!
    A autora tem conseguido ganhar inúmeros fãs depois de ter trazido este livro não tão leve,mas de certa forma, necessário a todos nós, principalmente a quem tem sentimentos!
    Está na lista de desejados e espero ler o quanto antes!
    Capa maravilhosa!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Cheguei à conclusão de que PRECISO ler esse livro. Já ouvi falarem muito sobre ele, mas não sabia ainda do que se tratava. Capa linda demais, também!

    ResponderExcluir
  6. Oi mana, tenho visto bons comentários sobre esse livro dela que está dando vontade de ler, eu mesmo me sinto bem próxima da personagem principal e é muito bom que o livro dela esteja fazendo sucesso porque imagina como será bom para que a mensagem que o livro traz alcance muitos leitores. Obrigada por esse post e espero que esse livro tenha ainda mais sucesso.

    ResponderExcluir
  7. Olá! O livro traz uma história muito bonita, apesar de abordar temas tão fortes e que acredito vai ajudar algumas pessoas que acabam passando pela mesma situação. Muito legal vê histórias lindas surgirem de autores tupiniquins, só ouço (leio) maravilhas em relação a história, louca para conferir toda ela.

    ResponderExcluir
  8. Oi Jéssica,
    Uma das primeiras resenha do livro que leio, e não sabia bem o que esperar, só tenho a dizer que me surpreendeu.
    Gostei bastante de como a autora montou a personagem principal, alguém que não tinha esperanças, mas tem pessoas com quem contar. O romance construído me pareceu bem suave, fora que Cecília foge do tipo clichê de mocinha não é?
    Sem dúvidas o livro tem uma parte triste, mas no fim, é bem amorzinho.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu já tinha visto esse livro mas não tinha lido resenha nenhuma. A historia me parece ser muito boa, com uma premissa ótima..Me fez fica bastante curioso pela historia dessa personagen com uma jornada bem difícil.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  10. Jessica!
    Gosto muito quando a narrativa é feita pelas duas partes, porque assim, podemos ter a visão e os sentimentos dos dois lados.
    Um romance que aborda tema importantes como a questão da aceitação do seu próprio corpo, depressão, ataques de pânico, suicídio e automutilação, realmente é bem diferenciado e sai da mesmice do plot comum desse tipo de livro, bem interessante.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir