O Visconde que me Amava - Julia Quinn

13 de junho de 2018

Título: O Visconde que me Amava
Autor: Julia Quinn
Páginas: 288
Ano: 2013
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de Época
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon
Nota:  
Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será
Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.

Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.

Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.

Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.

Resenha: Segundo livro da série Os Bridgertons, uma série aliás que eu adoro! Tanto que estou relendo ela todinha e pretendo trazer as resenhas para vocês logo, logo!

Anthony Bridgerton, é o filho mais velho e logo, o responsável por toda a família, agora resolveu,  finalmente "sossegar". Decidiu que está na hora de abandonar a vida boêmia, arrumar uma esposa e construir família, e rápido afinal já está com 29 anos e como seu pai falecera aos 38, ele não tem muito tempo pela frente! Ah pois é, o cara é meio traumatizado pela morte do pai e botou na cabeça que o mesmo irá acontecer com ele, ainda que a morte do pai tenha acontecido por acidente e não por doença.

Anthony é um cara prático! Ele quer uma esposa! Alguém que lhe dê filhos, seja fiel, amiga e carinhosa. Não precisa mais do que isso, em troca, ele dará o mesmo. Mas amor, ah isso não precisa haver em um relacionamento não é mesmo?

" Anthony ignorou a tentativa do irmão para o humor sarcástico. - Ela tem um cérebro? piscou, como se a pergunta sobre uma mulher com cérebro nunca tivesse lhe ocorrido. - Sim, acho que sim. Uma vez eu a ouvi conversando sobre mitologia com Middlethorpe, e pareceu que ela sabia do que estava falando. - Ótimo - retrucou Anthony, apoiando o copo de uísque na mesa com um baque surdo. - Então vou me casar com ela."

Então A "temporada de caça aos maridos" está aberta e Anthony desta vez está à procura de uma noiva! Ou as noivas estão caindo como moscas em cima dele né, ou melhor ainda as mães das noivas...

Kate é a irmã mais velha de Edwina, não está muito preocupada em casar, mas quer proteger a caçula das investidas dos libertinos, e Anthony está no topo da lista desses tipos! Elas tem uma vida confortável, mas não como deveriam, visto que o pai das meninas morrera anos antes e o casamento de uma das meninas é a única maneira disso mudar! Um marido rico muda a situação financeira de qualquer moça afinal.

"Kate deu um tapinha no braço da irmã. - Não se preocupe. Nós encontraremos um marido adequado para você. Mas não, não, não, não não, não o Visconde Bridgerton."

Kate se vê à sombra da irmã, que é linda, deslumbrante e amada por todos, sendo então obviamente  a candidata ideal ao casamento com o Visconde não é? Só que há um problema...Quem quiser casar com  Edwina terá que provar à Kate que está a altura da menina! E isso não é tão fácil quanto parece!

Pois é claro que Anthony tenta se aproximar de Kate, já que sua irmã é o que ele quer: bonita, recatada e conformada em casar por que as convenções da época assim querem, além de ela ser alguém que ele jamais se apaixonaria. Porém, sabemos, o coração é traiçoeiro e o relacionamento às avessas que Anthony e Kate desenvolvem atinge outro nível, sem que eles sequer percebam e, sem se dar conta, estão à caminho do altar!

Eu, que tinha adorado o primeiro livro estou apaixonada por esse agora!
Anthony é um graça, e Kate...ah ela é tudo o que ele precisa! O relacionamento deles vai crescendo  aos poucos de forma tão divertida e gostosa que fica impossível não querer vê-los juntos!

Além disso, revemos alguns personagens tão queridos que conhecemos anteriormente e os diálogos são um divertimento à parte! Adorei cada conversa e cada briga do casal!

Anthony enfim descobre o que é o amor e que ele não precisa morrer na mesma idade do pai. E se acontecer, não há motivo em adiar a felicidade porque acha que tem poucos anos de vida! E Kate, que não queria casar, vai morder a própria língua ao se apaixonar justamente pelo homem que ela julga ser o maior libertino de Londres. Ah....o amor...

Os personagens são muito bem construídos, inclusive os secundários, que eu já sei que só são secundários nesse livro, afinal, cada filho da Violet Bridgerton ganha seu próprio livro! Eu acho os livros lindos! As capas super fofas! A diagramação perfeita, não encontrei erros durante a leitura e super recomendo para todos que gostam de um bom romance!

"...Significa que o amor não tem nada a ver com o medo de que tudo acabe, mas com encontrar alguém que o complete, que faça de você um ser humano melhor do que jamais sonhou ser. É olhar nos olhos de sua esposa e ter a certeza de que ela é a melhor pessoa que você já conheceu..."

9 comentários

  1. Ah o amor!rs Provando mais uma vez, pelas mãos habilidosas de Julia que nasce de onde menos se espera.
    Não adianta ficar dizendo: não me caso, pego todas, pois no final, o amor chega e muda tudo que é pensamento!
    Mesmo sem ter lido o primeiro livro, é nítido ver que Julia mais uma vez, criou um cenário improvável e que trouxe personagens reais, com dúvidas e medos. Mas que no fim, deixam o amor acontecer.
    Vai para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá Denise,
    Ainda não li esse livro, mas pretendo ler assim que consegui todos os livros dessa série (já tenho três deles).
    Li outros livros da Julia Quinn e gostei da escrita dela.
    Bom saber que personagens do livro anterior aparece nesse.
    Quanto as capas dessa série, a Arqueiro fez um ótimo trabalho, eu acho que as capas das versões americanas dessa série são bem sem graças.

    ResponderExcluir
  3. Denise!
    Acabei de ler O Duque e eu e fiquei encantada.
    Dizem mesmo que a série é boa, por isso, quero ler todos, inclusive esse..
    A escrita da Julia parece mesmo bem envolvente e consegue prender os leitores trazendo personagens bem construídos.
    “Sou uma só. (...) Sou um ser. E deixo que você seja. Isso lhe assusta? Creio que sim. Mas vale a pena. Mesmo que doa. Dói só no começo.” (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JUNHO - 5 GANHADORES
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Ah, como amo romance de época. Julia Quinn sempre tem historias de amor bem clichê né.. Amei esse livro e estou na ansiedade de começa a ler.. Adorei bastante a resenha!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  5. Eu não gosto de romances históricos, mas falam tanto da Julia Quinn que eu estou me sentindo obrigada a ler antes de dizer se gosto ou não, rs. Só leio comentários bons sobre essa série, por isso estou um bocadinho curiosa para saber se é bom mesmo. Acho que vou pagar para ver, será??? Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  6. Estou cada vez mais encantada com resenhas que leio sobre as obras da autora, estou torcendo pra que eu consiga ler em breve e me apaixonar ainda mais...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Esse foi um dos livros que eu mais me encantei da série apesar do casal protagonista não ter sido o meu favorito tanto quanto A Dafne e o Saimon do primeiro livro eu continue amando a história assim mesmo

    ResponderExcluir
  8. Amo essa série, as històrias são apaixonantes. Os personagens são inesquecíveis, algo que acontece em quase todos os livros da Julia Quinn. A resenha ficou demais e quem não leu, com essa resenha vai ler logo, logo.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Denise
    Essa série é maravilhosa. Tenho certeza que é uma leitura prazerosa.
    Quero muito conhecer os Bridgertons.
    Beijos

    ResponderExcluir