Despedaçada - Tânia Dias

7 de maio de 2018

Título: Despedaçada Broken #1
Autor: Tânia Dias
Páginas: 422
Ano: 2015
Editora: Chiado Editora
Gênero: Ficção
Adicione: Skoob
Nota: 
Sinopse: Assumir o seu papel como líder não estava nos planos de Alexia White, mas quando a sua mãe perde a vida num terrível assalto ao castelo, ela vê-se sem opções. Num mundo onde os fracos se distinguem dos fortes pelos dons que possuem, Alexia está no topo da lista e precisa de aprender a lidar com os seus dons se pretende recuperar Starnyz das garras do traidor. Ian Bealfire, um homem que exala arrogância e prepotência por todos os poros, parece disposto a ocupar o lugar de seu Mestre. Há quem diga que a jovem está destinada a salvar o mundo mas despedaçada pelas perdas que sofreu. Assombrada pelas memórias do passado, será mesmo capaz de salvar o mundo, quando nem a si parece ser capaz salvar?

Resenha:

No reino de Starnyz, o povo possui uma cultura bem diferente, eles acreditam em deuses poderosos que protegem e atribuem dons ao seu povo. Ar, Terra, Fogo, Vida e Morte podem ser manipulados por quem possui tais poderes. Que não são todos.

"Mil vidas vividas, mil vidas perdidas. Pelos elementos foi tocada e por eles amaldiçoada. A grandes feitos destinada, do mal libertará o mundo."

Alexia White é uma deles. Conhecida como Alex, aos dezesseis anos, herdou o trono quando sua mãe é assassinada durante um ataque ao castelo. Ela e seu povo tiveram que fugir e agora vivem escondidos. Enquanto isso ela treina para aprimorar seus poderes ao mesmo tempo em que tenta descobrir como ser uma rainha para sua gente.

'' - Morte, teu nome lembra tristeza, mas na verdade, apenas cumpres teu dever, não podemos viver para sempre. '' 

Nada é fácil na vida de Alex, além da grande responsabilidade assumida ela é atormentada por lembranças fracionadas do ataque que matou muitos e junto, sua mãe.

O reino de Starnyz está enfrentando dificuldades enormes, as pessoas sobrevivem com pouca comida, armas e vestimenta. Simplesmente não sucumbiram por conta do feitiço de proteção que cerca o território. Resta a Alex a tarefa de resgatar o reino que sua mãe tanto lutou para construir.

''Os lábios dele era macios, quentes e firmes contra os meus. Havia tantas emoções naquele gesto... amor, carinho, tristeza, desejo, esperança, dor e... despedida.'' 


Alex é uma personagem bem interessante e eu adorei ver o seu amadurecimento. Estava se formando um triângulo amoroso que eu não gostei muito não, Alex estava comprometida desde sempre para Aaron, que todos achavam que tivesse morrido. No entanto, ele retornou e nesse meio tempo ela conheceu Ian, que havia sido contratado por sua mãe para treiná-la com seus dons. No meio de tanta confusão e impasses mais urgentes essa divisão amorosa só confundiu cabeça da menina, já tão afetada por tanta devastação e obrigações.

" - Ensinar-me? - levantei a sobrancelha - Ensinar-me o quê? Tem idade para ser mestre? - Posso ensinar-lhe muitas coisas - respondeu oferecendo-me um sorriso, desta vez, malicioso. "

É uma história interessante e tem tudo para ser maravilhosa, porém, na minha opinião, a autora se alongou em certos trechos sem necessidade. O livro poderia tranquilamente ter umas cem páginas a menos sem comprometer o enredo. Tirando isso, é uma leitura que dá para recomendar tranquilamente, é em português de Portugal, mas não atrapalha em nada o entendimento.

5 comentários

  1. Que capa maravilhosa!!
    Ainda não a tinha visto e nem lido nada a respeito e gostei muito de tudo que li.
    Adoro livros assim ,que tragam personagens jovens, tendo que amadurecer e com isso, cuidar do seu povo.
    Pode até soar como clichê, mas? Eu adoro clichês!rs
    Vai para a lista de desejados com certeza, mesmo com a ressalva do triângulo amoroso(também curto muito não)
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá Denise,
    Não conhecia o livro e gostei da sinopse.
    Pena que pela sua resenha parece que o livro tem algumas partes cansativas, mas a ideia da estória parece ser legal.
    Parece que a protagonista é forte e amadurece no decorrer do livro, eu gosto desse tipo de personagem.

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise!
    Eu gostei mto dessa capa, é linda, o enredo parece ser bom e me chamou atenção, vai para os meus desejados.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Denise!
    Não gosto de triângulos amorosos e mesmo que a protagonista tenha tido um amadurecimento no decorrer do livro, trechos longos sem necessidade desanimam um pouco para a leitura, concorda?
    “Um homem pode ser destruído, mas não derrotado.” (Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO – 4 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Denise!
    Eu até que estava me interessado pela trama, gosto de histórias onde os personagens tem o dom de dominar e manipular os elemetos, como Ar, Terra, Fogo... - sou fã de Avatar, o do menino careca e não o azul, eu esqueci o nome rsrs - mas quando cheguei na parte do triângulo amoroso meu interesse foi a zero, eu DETESTO triângulo amoroso, quando sei antecipadamente que o livro possue triângulos amorosos eu não leio de jeito nenhum! Por esse motivo eu não leria Despedaçada...
    Abraços!

    ResponderExcluir