Desencantada - Carina Rissi

2 de maio de 2018

Título: Desencantada
Autor: Carina Rissi
Páginas: 476
Ano: 2018
Editora: Verus
Gênero: Ficção, Literatura Brasileira, Romance
Adicione: Skoob
Nota: 
Sinopse: O quinto volume da série best-seller Perdida.

Valentina de Albuquerque descobriu muito cedo que não é nenhuma princesa encantada. Em vez de bailes e romance, tudo o que a jovem deseja é encontrar um jeito de viver com dignidade longe do pai e da madrasta, que tem como hobby fazer da vida dela um inferno. A oportunidade surge com uma proposta de casamento. Quase passando da idade de se casar, Valentina cogita aceitar. Seu coração não se alvoroça com o pretendente, mas ela não está à procura do amor. Seria um bom arranjo... se o capitão Leon Navas não cruzasse o seu caminho. O misterioso espanhol é mal-educado, irritante, atrevido — além de lindo —, e Valentina ficaria muito feliz se jamais voltasse a vê-lo. Mas o destino parece decidido a reuni-los, e, após um equívoco embaraçoso, ela está noiva de Leon, de quem pouco sabe, exceto que seu coração dispara toda vez que seus olhares se cruzam e que irritação não é o único sentimento que o capitão lhe desperta. Então Valentina sofre um terrível acidente. Assustada, porém disposta a provar que não foi um simples acaso, ela vai atrás do responsável. Entre suspeitas, disfarces, segredos e contratempos, a moça acaba sucumbindo à irresistível e devastadora paixão, sem se dar conta de que o perigo ainda está à espreita... Poderá uma garota nem um pouco encantada viver um conto de fadas e conseguir o seu final feliz?

Leia as resenhas anteriores aqui

Resenha: Valentina havia ido embora da vila, só por esse motivo, eu jamais imaginei que a menina poderia ganhar um livro só dela...me enganei...Felizmente!

Após o falecimento de sua mãe, até onde sabíamos, vítima do Tifo, seu pai casou com Miranda que já era sua amante e juntos, foram embora da vila, levando Valentina e seu irmão, fruto do relacionamento com Miranda consigo.

Em Desencantada, descobrimos que Valentina vive  numa cidade litorânea no sul do país. Ela não recebe as cartas das amigas e vive sozinha apenas com a companhia de seu cachorro, acontece que Miranda intercepta as cartas da menina, que vive numa espécie de miséria controlada, sem uma dama de companhia e sem, sequer, vestidos descentes, todos agora são os antigos remendados e velhos, tudo isso porque Miranda gasta cada centavo do marido com ela própria.

Miranda não tem um noivo, um pretendente, perspectiva nenhuma de mudança de vida e a única coisa que a consola é saber que pelo menos, tem seu irmãozinho por perto. Félix é o único motivo de Valentina ainda suportar viver naquela casa, com aquela mulher.

Até que numa festa que Miranda dá em sua casa, Valentina conhece Leon, um espanhol irritante e arrogante, dono de uma frota de navios, que está de passagem pela cidade. Em meio às discussões e situações divertidíssimas, eles acabam se envolvendo e se apaixonando.

Ele a pede em casamento e tudo vai razoavelmente bem. Até que em um passeio de navio, alguém tenta matar Valentina jogando-a no mar, ela é salva por uma dupla de irmãos misteriosos, que a princípio eu já desconfiei quem eram, só não entendi o motivo deles ali, até terminar a leitura!

Valentina tinha certeza que fora seu noivo que a jogara no mar, ela presenciou algo que não deveria e ele tentou explicar, só que ela não aceitou a explicação e rompeu o noivado, só para instantes depois, acontecer o tal acidente. Já que não confiava em ninguém e não tinha ideia de porque tentaram matá-la, resolveu aproveitar a oportunidade e continuar escondida, para que todos pensassem que seu corpo havia se perdido no mar e ela tivesse, de fato, morta. Assim ganharia tempo para descobrir os motivos que a levaram até ali.

A menina consegue se fazer passar por outra pessoa bem debaixo do nariz da cidade inteira, ninguém a reconhece ( não vou contar porque para não perder a graça) e ela acaba indo trabalhar na casa de Leon, acaba assim, conhecendo melhor quem é seu noivo e descobrindo alguns segredos até então, bem escondidos.

Uma história maravilhosa, ainda que uma das mais "sérias" da série, pois tem assassinos, assassinatos, sequestro, enfim...se Prometida era mais séria, Desencantada superou! O que só enriqueceu ainda mais a leitura já que uma mudança básica de estilo é sempre bem vinda né!

Não temos as loucuras da Sofia, mas lá no final, Valentina e seu então marido vão visitá-los e a surpresa que a autora trouxe foi inesperada para mim. Os motivos que levaram a dupla de irmãos a salvar Valentina, quem são esses irmãos e mais interessante, quem é Valentina me encantaram e surpreenderam! Adorei e estou aqui morrendo de vontade de contar pra vocês, porque quem conhece a história, vai adorar saber que a autora vem trazendo tudo bem amarradinho desde o primeiro livro!

Enfim, é uma leitura maravilhosa, tensa e divertida ao mesmo tempo, com a escrita que eu adoro, já conhecida da autora e personagens maravilhosos e super bem construídos. Recomendo demais!!!

"Ainda é a moça mais bonita que eu conheço, mas estes seus vestidos já não deviam mais ver a luz do sol. Fazem você parecer tão...hã...sem recursos [...] Você nasceu para ser uma princesa encantada!- Acredito que a palavra certa seja desencantada.."

“Era por isso que eu me sentia perdido neste mundo sem jamais encontrar um lugar onde desejasse jogar âncora. Porque ainda não tinha encontrado você.”

"Não suporto mais ser jogada de um lado para o outro como se fosse uma mesa que ninguém mais quer."

"Mas percebo que acredita mesmo no que diz. E está apenas enganando a si mesmo. Tenho a impressão de que o senhor gosta de latir bem alto. Mas é tudo o que faz: barulho." 

"É tão raro encontrar alguém que traz luz a sua existência quando tudo o mais são sombras e escuridão. Quando se pega sorrindo, mesmo sabendo que deveria estar aos soluços. O coração se aquele pela simples presença do outro, dando cor ao mundo, significado à vida. Alguém que lhe faça sentir amado e querido, que desperte em você o desejo de ser uma pessoa melhor."

"É muito triste, não é? Que a vida não aceite erros. Pessoas como eu, perdidas em seus próprios medos, raramente sabem o que estão fazendo. É uma pena que exista apenas uma chance de acertar e ter todo o tempo do mundo para se lamentar depois." 

5 comentários

  1. Olá Denise,
    Eu gostei mais desse livro do que de Prometida, fora o Leon que eu acabei gostando tanto quanto o Ian (não consigo escolher um só)
    Quando a autora anunciou que ia escrever sobre a Valentina eu achei estranho já que ela não era uma personagem muito importante, mas quando terminei de ler o livro e descobri o porquê, gostei muito da ideia da autora.
    Estou ansiosa pelo sexto livro.

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise!
    Estou adorando conhecer outros livros da autora, eu só li um acredita?
    Qro ter outras oportunidades pra conhecer outros e me apaixonar ainda mais pela escrita da autora.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Mesmo tendo ficado um pouco perdida com os nomes dos personagens, tenho acompanhado arduamente todas as resenhas e minha vontade em conhecer o trabalho de Carina só tem aumentado.
    A autora parece saber muito bem construir enredos com vários elementos que se encaixam perfeitamente!!!
    Mais um para a lista de desejados..rs(ah, este tem a capa mais linda)
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Denise!
    Li o primeiro livro dessa série e apaixonei pela escrita da autora.
    Tenho um outro, acho que é Preferida, mas ainda não li.
    E pelo jeito esse licro é excepcional, priciso fazer a leitura.
    “Um homem pode ser destruído, mas não derrotado.” (Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO – 4 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Denise!
    Mesmo sendo uma leitora de livros nacionais nunca li nenhum livro da Carina Rissi, até tenho os livros 1, 2, 3 e 4 da série Perdida mas ainda não li pois quero ter Desencantada ao alcance de minhas mãos para aí então iniciar a leitura da série, espero que isso aconteça em um futuro próximo...

    Confesso que não curto tanto histórias mais sérias, o humor leve e divertido dos primeiros livros foi o que mais me chamou a atenção na série Perfida, mas fiquei bem curiosa para desvendar os mistérios que envolvem Valentina, e concordo com você, uma mudança básica de estilo é sempre bem vinda, principalmente quando se trata de séries para que assim a leitura não acabe sendo repetitiva.
    Enfim, curti sua resenha - lindos quotes no final! - e não vejo a hora de ler Desencantada!
    Abraços.

    ResponderExcluir