A Espada de Vidro (A Rainha Vermelha # 2) - Victoria Aveyard

16 de março de 2018

Título: Espada de Vidro (A Rainha Vermelha # 2)
Autor: Victoria Aveyard
Páginas: 496
Ano: 2016
Editora: Seguinte
Gênero: Aventura, Distopia, Fantasia, Ficção
Adicione: Skoob
Onde Comprar: Amazon | Americanas
Nota: 
Sinopse: Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.
O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.
Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo Maven, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.

Resenha: O segundo livro da série A Rainha Vermelha começa bem de onde o anterior terminou, com a fuga de Cal e Mare do Palácio, para bem longe do perverso Maven, irmão de Cal e Elara, mãe do Maven.

Lá no livro anterior, depois de Mare confiar em Maven, achando que ele era bem diferente do que se revelou, ela foi aprisionada, junto com Cal, foram acusados de traição e Cal ainda foi acusado de matar o próprio pai.

Pois eles fogem e aí chegamos à Espada de Vidro. Mare decide que vai recrutar os sanguenovos, outros que, como ela, têm poderes, a fim de criar um exército forte o bastante para derrotar Maven e sua mãe. Enquanto ela procura seus aliados Maven a persegue, ele jurou que vai recapturá-la e não vai desistir enquanto não conseguir seu objetivo.

Na fuga, ela foi parar em uma espécie de acampamento, onde ficam alguns dos rebeldes, lá reencontra sua família, inclusive seu irmão que achava estar morto. O cara está vivinho e é um dos sanguenovos que ela procurava.

Cal, contrariado, está junto nessa missão, ele ainda não sabe bem o que quer, afinal, está lutando contra tudo o que acreditou a vida toda né: os prateados! Mas estes o tentaram matar, não deixam outra alternativa, se não lutar, pelo menos não se deixar capturar!

Novos amigos são feitos, os novos poderosos vão surgindo com mutações diferentes e mais fortes do que os próprios prateados então, sim, serão uma ameaça! Isso se aprenderem a lutar, claro!

Todo aquele luxo, aquela vida cor de rosa do palácio, agora não existe mais, são fugitivos e vivem como tal, a leitura acaba se tornando mais sombria com o passar das páginas, Mare cresce ao longo da leitura, apesar de que ainda acho a garota chorona e reclamona demais...ela tem altos e baixos, num momento é toda durona pronta para o que precisar, para no momento seguinte fazer drama por crise de consciência, mas creio que ela vai crescer pra caramba agora, porque nossa, esse final...ô menina que eu acho que vai sofrer gente!!!

Eu achei o livro desnecessariamente longo. Em alguns pontos me pareceu meio enrolado, poderia ser mais conciso, sem tanto mimimi, os pensamentos e sentimentos da Mare as vezes me irritam...kkkk Porém, é uma sequência maravilhosa, geralmente o segundo livro é meio que um pouco menos do que o anterior, não é o caso não!

Já vou dar andamento na leitura do terceiro logo, porque sei que rapidinho o quarto volume está batendo à minha porta! Leitura super recomendada!

" E vamos levantar, vermelhos como a aurora"
"Uma vez eu lhe disse para esconder seu coração, você devia ter escutado"
"Vejo o que você pode se tornar: não apenas um relâmpago, mas uma tempestade. A tempestade que vai engolir o mundo inteiro."
"Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar."
"Ficar sozinha é o maior de todos os meus medos, Então por que faço isso? Por que afasto as pessoas que amo? O que há de errado comigo?Não sei.E não sei como mudar."
''Todo mundo, tudo, pode trair todo mundo. Até seu próprio coração.''

5 comentários

  1. Mare não é uma protagonista totalmente "queridinha".rs
    Li apenas o primeiro livro e já senti isso. Os pensamentos dela irritam um tanto bom e talvez tenha sido esta a intenção da autora, trazer uma personagem real, com todos estes dramas jovens.
    Ninguém é de fato o que parece ser e eu estou doida para ler este segundo livro.
    As capas são lindas neste tom metalizado e mesmo com este ponto negativo da enrolação, percebi pela resenha que podemos esperar um enredo repleto de ação!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Adorei sua resenha. Fiquei instigada a ler os livros da série,que confesso não tinha lido. Mas,fiquei com uma vontade imensa de me aprofundar no universo fantástico e utópico de Mare. Simplesmente adorei,parece ser uma trama recheada de reviravoltas com altas doses de lutas. Bem ao estilo de Divergente e Jogos Vorazes,oque é um ponto positivo pra história.
    Talvez a autora queira justamente mostrar com a mudança repentina de personalidade de Mare sua confusão emocional. Ela está incitando uma revolta contra os prateados e não sabe lidar psicologicamente com isso,contudo,necessita ser forte para desempenhar seu papel como líder de uma revolução que vai mexer com tudo que ele sempre conheceu. Aléme disso,tem que lidar com uma enchurrada de coisas:foi acusada injustamente e enganada injustamente,descobriu seu que existem outros assim como ela e terá de formar um exército.

    ResponderExcluir
  3. Oi Denise!
    Agora sabendo que posso ler primeiro Rainha Vermelha eu não vejo a hora de conhecer a história e começar a série..
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Eu lembro que assim que lançou rainha vermelha eu comprei o e-book e o livro em um dia eu fiquei apaixonada pela história do livro e foi muito iludida com aquele final mas aí eu não li as continuações dos livros e fiquei com vontade de reler o primeiro livro para me lembrar de tudo que acontece na história mas acho que eu vou esperar a série ser toda lançada no Brasil

    ResponderExcluir
  5. Assim como você também achei esse segundo volume um pouco arrastado, não sei se foi pelas altas expectativas que eu coloquei nele devido a fantástica leitura do primeiro ou se é porque ele realmente tenha partes desnecessárias, mas assim como no primeiro o final desse segundo me instigou a continuar a série e já estou com o terceiro volume em mãos para ser lido, espero lê-lo em breve.

    ResponderExcluir